Sugru

Ao inicio lembrei-me dos SUGUS que eu devorava em pequeno 🙂 mas não! é algo diferente (mas igualmente colorido)!… watch it!

Para que serve o Marketing Digital nas marcas B2B?

Tenho encontrado muitas dúvidas em clientes no segmento B2B, sobre o que esperar de retorno em todo o Marketing Digital.

Os objectivos do Content Marketing (e das estratégias de Social Media em geral) para as marcas B2B passam em muito:

  • geração de leads
  • pelo Brand awareness
  • educar o mercado
  • e ainda promover a cultura da empresa lá fora para efeitos de captação/retenção de talento (esta acrescentei eu)

 

 

 

 

 

 

 

 

Contudo importa imprimir uma estratégia global entre os distintos canais em que a estratégia assenta, para que a percepção dos utilizadores à mesma marca nos diferentes canais resulte num todo coerente. Isto porque se observa em muitos clientes pequenas iniciativas isoladas em diferentes departamentos, experiências em diferentes canais (twitter, foursquare, facebook, etc).

Contudo não respeitam uma estratégia global em que coisas simples como tom de voz, horários das publicações, tipos de post (texto, texto+foto, apenas foto, etc) não são coerentes. Mas mais do que isso, denotam falta de conhecimento dos canais em que publicam, pois cada canal tem potencialidades distintas e públicos diferentes.

Porque é que isto me interessa?
Na minha equipa interessa-nos muito a questão: “As redes sociais estão aí, o que podemos tirar delas para benefício de clientes B2B?”. Trabalhamos com empresas que operam no segmento B2B e algumas em ambos (B2B e B2C) logo queremos prestar o melhor apoio possível no que toca à adopção de estratégias digitais.

We are moving our cube

In a recent article from Harvard Business Review called “Who Moved My Cube” by Anne-Laure Fayard and John Weeks the authors write about how the design of work spaces can be influent in the interaction between colleagues of the same team.

For me, the most important is the three main affordances a workspace should present in order to have a good workspace: Proximity, Privacy and Permission.

  • – Proximity it’s about the ability to drive people to public shared spaces like water coolers or coffee machines;
  • – Privacy it’s all about people feeling confident enough to have conversations without being interrupted or overheard;
  • – Finally, Permission it’s about letting people feel free to start conversations and by that, sharing ideas with each other.

Focusing on this last affordance, and because our team has been working on our workspace with Permission in mind, it’s important to have a mix of three characteristics that allow Permission in our team which are the physical space itself, the artifacts in that space and de company culture.

Again, looking at how guys at IDEO work, the authors of the HBR article explain they allow Permission by having Open-plan offices, portable furniture and of course a company policy that encourages people to move around to collaborate with whom they are working with.

We have been taking some steps in the last weeks towards Permission between team members simply by removing a big cabinet that was dividing the team in half!.. I’ve already seen changes in our team dynamics 🙂

Working like bees!

These past few months I’ve been doing some thinking about the way I work with my team.

Last year on of my managers went to Stanford for a very interesting training on Design Thinking, and he was eager to share on the spot some ideas he picked in Stanford in those few days.

First of all the workspaces at Stanford are planned to empower everyone to:

  • Share ideas – you can work standing up or seated in high stools – very dynamic
  • Transformable work spaces – there were lots of modular furniture pieces, and most rooms had multiple setup options.
  • Build fast prototypes – The DYI tasks are supported with a multitude of office suplys (mini-staples like). All of this in a DIY, sleeves up way of work!

Does it mean we can totally forget the way we traditionally work with our team? Working in the same spot we have been working for the past years in the office? in the same assigned cubicles? With all interactions with people scheduled on Outlook or Google calendar?

Well, we probably still need this calm and focused environment for some tasks, but I see my colleagues needing more and more interactions from each other in much less time!  We are trying to rearrange our work space to allow us to fail soon. As a designing team, we need to fail faster, sooner and with less costs! Believe me, this is an idea cherished by our team J

So the paradigm of working alone in a project or client carrying only our bare knowledge, and having  just one or two interactions, (normally by phone, email, skype) with our team colleagues is becoming more and more unproductive… The way to work in Design Thinking projects is to work Together most of the time!… Like bees we can became stronger together.

A Microsoft compra a rede social Yammer

A Microsoft também quer estar presente nas Redes Sociais. De que forma? por aquisição. E decidiu adquirir uma que é especialista em redes sociais empresariais, já com 4 anos no mercado.

Segundo noticia do Público, a Microsoft comprou a Yammer, empresa que se dedica a desenvolver redes sociais corporativas que permitem a colaboração e partilha entre pessoas de uma mesma empresa.

Já era possível implementar o Yammer através de Sharepoint, agora passa também a fazer parte do pacote Office para soluções empresariais.

 

Links:
https://www.yammer.com/company/sharepoint

http://www.publico.pt/Tecnologia/microsoft-compra-empresa-de-redes-sociais-por-960-milhoes–1551955

Afinal que procuramos nos Social Media?

Recentemente dei com um artigo da eMarketeer que apresentava números sobre as principais motivações dos utilizadores ao fazerem like numa página de uma marca no Facebook nos EUA.

Os resultados são interessantes, pelo menos para mim, porque se analisarmos a conjuntura económica adversa conjugada com a avalanche de negócios online de compras em grupo, vemos que o comportamento online dos utilizadores das redes sociais está a mudar. O que eles procuram é:

  • 1) Ter dicas de outros clientes. (Para escolherem melhor na hora de comprar)
  • 2) possuir uma relação directa com a marca. (Para poderem ser atendidos de forma personalizada)
  • 3) querem estar associados publicamente à marca. (Porque têm orgulho nela)

Ou seja, aquela ideia estafada – e que servia de motor até há pouco tempo para o crescimento do número de fãs de uma página – que era o das marcas oferecerem descontos, prémios, etc aos seus seguidores, está a ficar “démodé”.

Toda esta conversa faz-me lembrar a página de Facebook em Portugal que tem tido o crescimento mais rápido de fãs (segundo dados do Social Bakers, têm tido 417 novos fãs por dia a adicionar aos mais de meio milhão no total), chama-se Descobrir Portugal, e desde que sou fã da página ela tem-me proporcionado diariamente – e várias vezes ao dia – pequenos momentos de prazer/sonho, de cada vez que publica fotos do nosso Portugal profundo, de uma aldeia perdida na serra da Estrela até à mais linda praia da Costa Vicentina.

O que ela proporciona aos seus fãs que passam os dias a trabalhar em escritórios fechados, é mostrar que existe um Portugal imenso de paisagens, pessoas, gastronomia e viagens para conhecer.

Afinal, ter bons conteúdos e ser atencioso com os fãs é cada vez mais a fórmula para ter uma legião de seguidores apaixonados.

Porque é que isto me interessa: Porque na equipa em que trabalho, somos defensores de Grandes Conteúdos e amamos grandes experiências digitais de marca, daquelas que nos marcam e nos fazem ir divulgar pelos nossos amigos.

Links:

A Documentary about Helvetica

I know some of you already heard me talking about this documentary 🙂

First of all I love documentaries.
Second, I love Type design!

And this movie is a must see on the subject of Typeface culture! It explains why Helvetica is everywhre! Why it became so ubiquitous in the last decades! Why it’s so damn simple and well designed!

It features interviews with Stefan Sagmeister, The Designers Republic among other Designers.

Just watch it here! 🙂