Quantitative VS Qualitative Data

…many companies are turning to customer research that is powered by big data and analytics. Although that approach can provide astonishingly detailed pictures of some aspects of their markets, the pictures are far from complete and are often misleading. It may be possible to predict a customer’s next mouse click or purchase, but no amount of quantitative data can tell youwhy she made that click or purchase. Without that insight, companies cannot close the complexity gap.

http://hbr.org/2014/03/an-anthropologist-walks-into-a-bar/ar/1

Links: 19/05/2008

• Eventos em Portugal:
– Sobre Usabilidade, na Universidade de Aveiro na próxima 4a feira. É o SAPO Unplugged
– E aproxima-se outro SHIFT, depois de em 2006 o primeiro evento, agora em 2008, repete.

• A WIRED tem um excelente artigo sobre a vida de um post num blog: The Life Cycle of a Blog Post, From Servers to Spiders to Suits — to You

Links: 15/04/2008

• A Cauda Longa das línguas: uma lista de línguas em extinção no mundo, e são muitas. A ler ainda mais este artigo no Wikinomics.

• O Office of Communications, entidade britânica publica um relatório sobre redes sociais.

Links: 03/03/2008

Organizational Structure of a Search Team
Where HCI comes from (and where it might go)… sobre o livro HCI Remixed, visto por Danah Boyd
A história dos blogues em Portugal, publicado pelo Hugo no LisbonLab
Google Sites the Next Sharepoint? Maybe Not….Why Google Apps Could Lose the Enterprise Market

Link: 28/06/2007

• Para quem quer optimizar anúncios AdSense no seu blog, mas não tem tempo para ler: Demo

• No Brasil vai-se realizar o 1º Encontro de Arquitectura de Informação.

Links: 26/06/2007

• Já ouviram falar de gafiti em Braille? leiam aqui

• Um estudo revela que os utilizadores de redes sociais possuem diferenças de raiz social maiores do que se supunha neste tipo de serviços tão “democráticos”.

A six-month research project has revealed a sharp division along class lines among the American teenagers flocking to the social network sites.

Human-Aided Computing. Investigadores da Microsoft tentam aprender como é que o cérebro humano efectua tarefas simples como distinguir uma mesa de uma vaca, ou reconhecer caras.

• A opinião, na Technology Review, sobre o impacto das tecnologias de computação de realidade virtual e mapas interactivos, no ciberespaço actual.

Animador vs Animação

Links: 16/05/2007

• A Globalização está a matar o comércio local (reparem que não utilizei a palavra “tradicional”). Como afirma Laurent Haug, de Genebra a Tóquio o Starbucks vende a mesma coisa!… eu não quero ir a Tóqui tomar um café no Starbucks… preferiria um Saké! Ainda há poucas semanas tive oportunidade de espreitar um MacDonald’s em Madrid que estava cheio de miúdos britânicos! Iuuuupiii! 🙂

• J. Nielsen queixa-se que a Web2.0 anda a negligenciar a boa Usabilidade: de repente lembro-me de duas situações em que concordo com ele: 1) com o Ajax é possível alterar conteúdos em àreas especifícas de uma página, fazendo com que a navegação com os botões do browser (<>) seja inútil, pois os browsers não “detectam” estas alterações feitas em áreas específicas de uma página. 2) Lembram-se da imagem da página de produto do iPod no site da Apple que eu aqui deixei há uns dias? pois pergunto QUEM é que vai utilizar aquilo tudo? 🙂

• Do outro lado do Atlântico chegam os Top 7 paradigmas de um projecto para web: deixo aqui uma lista, mas não dispensa uma leitura…
– Usabilidade para o usuário
– Acessibilidade
– Conteúdo enxuto
– Otimização de mecanismos de buscas (SEO)
– Web Standards
– A beleza do design
– Marketing

• E agora o Vírus: Viral Video 201: Organic Infection Theory Só para apreciadores… 🙂

Até outro dia!

Links: 09/05/2007

Chris Anderson escreve sobre como a Web2.0 vem potenciar os nossos “tempos mortos” ao longo do dia e como esses são extremamente valiosos…

That sheriff is watching a movie because he has spare cycles. Spare cycles are the most powerful fuel on the planet. It’s what Web 2.0 is made up of. User generated content? Spare cycles. Open source? Spare cycles. MySpace, YouTube, Facebook, Second Life? Spare cycles. They’re the Soylent Green of the web.

• O Pedro Custódio disponibiliza duas apresentações que este preparou sobre a Co-criatividade como forma de inovação e outra sobre Design para Comunidades.

• Read/Write Web apresenta uma lista das startups europeias mais interessantes na Web2.0.

• Um post que achei interessante sobre as características das pessoas altamente criativas no ProBlogger… fica o registo:

1. Curiosity
2. Seeing Problems as Interesting and Acceptable
3. Confronting Challenge
4. Constructive Discontent
5. Optimism
6. Suspending Judgement
7. Seeing Hurdles as leading to improvements and solutions
8. Perseverance
9. Flexible Imagination

Command Line as the future of interface. É uma ideia a explorar no futuro dos interfaces. Nicolas Nova destacou esta ideia de Donald Norman que dá que pensar: o futuro dos interfaces encontra-se em linhas de comando, neste caso, os interfaces dos motores de busca que se resumem a uma caixa para colocar perguntas.
Diz Norman que os interfaces gráficos não são suficientemente escaláveis.

Mapa de acidentes

• O mapa das desgraças… isto podia ser Português! 🙂

Via: BrainOff

Novos criadores de conteúdos…

Balance generated content – towards the end of user generated content? Ou melhor como é que se utiliza o bom senso para gerar conteúdos de qualidade. O autor do post dá um exemplo óbvio, de um artesão que passou toda a vida a produzir instrumentos musicais (violinos) e que deve ter mais autonomia na actualização da página sobre Stradivarius na Wikipedia… parece-me bem! afinal os peritos, os verdadeiros, já cá andam há mais tempo que nós!… O Laurent Haug identifica assim 3 tipos de utilizadores:

• the users, the legendary and volatile “content generators”, needed to scale the system to a dimension where it starts to matter.
• the drivers, those building the community framework and, indirectly, allowing the participation incentives to flourish.
• the experts, bringing credibility to the whole edifice by sharing their extensive knowledge of their part of the knowledge long tail.

Afinal, ao contrário do que se poderia pensar inicialmente, a Web 2.0 não veio trazer uma horizantalidade a todo o custo nas hierarquias de poder. Veio trazer, isso sim, hierarquias mais justas, é essa a essência desta Democracia Emergente, uma ideia também explorada por Chris Anderson no seu livro The Long Tail. Ele afirma que o poder continua concentrado, mas agora de uma forma justa porque é observado, avaliado, analisado, discutido a todo o momento.

Links: 08/05/2007

• Um artigo a ler sobre a forma como os profissionais de Webdesign devem incorporar conhecimentos de Usabilidade ao longo da sua carreira.

“No passado, há uns 10 anos atrás, as empresas queriam estar na “internet” simplesmente por estar, por status. Os sites das empresas se pareciam mais com “folders” do que com o que hoje conhecemos por “sites” (…) Mas é você que não deve enxergar o desenvolvimento para web como algo independente do objetivo final, que é o seu cliente/usuário.”

• Na Technology Review leio que já se podem utilizar fotos das nossas caras como emoticons… 🙂 Isso vai ajudar na comunicação, se bem que haverá sempre algo que se perde. Nada como um frente-a-frente… O meu interesse neste tema vem da altura em que tive de escrever um paper sobre a Identidade na Comunicação mediada por computador.

Links: 06/05/2007

• Como fazer um video viral? Para começar não está mal esta lista com o título How to make a Viral Video 101. Mas acho que o autor apenas foca uma pequena parte do que é a viralidade de conteúdos na web. É preciso muito mais para o sucesso de um video… mas fica a intenção.

Walk 2 Web: serviço que permite seguir links na web de uma forma visual.

Leio no Revolução Etc que o novo serviço RoboBraille tem mão portuguesa no seu desenvolvimento. A ferramenta envia ao utilizador, por e-mail, um ficheiro mp3 com o resultado da conversão de um texto em audio. Parece-me uma ferramenta prometedora para a acessibilidade dos conteúdos na web… a ver no futuro a integração dessa funcionalidade em outros sites.

• O serviço Web 2.0 do momento em Sylicon Valley: twitter

Links: 02/05/2007

• As Passwords mais utilizadas na Web:

  1. password
  2. 123456
  3. qwerty
  4. abc123
  5. letmein
  6. monkey
  7. myspace1
  8. password1
  9. blink182
  10. (your first name)

VisualComplexity: Para quem gosta de estudar mapas, diagramas, representações gráficas de tudo e mais alguma coisa…

• Uma estatística interessante que se assemelha à Long Tail. A Hitwise chegou à conclusão de que a percentagem de utilizadores que realmente produzem conteúdos é muito baixa. Todos os restantes utilizadores encontram-se na cauda assumindo um comportamente de leitores, comentadores, etc

… According to Hitwise, only 0.2% of visits to YouTube are users uploading a video, 0.05% visits to Google Video include uploaded videos and 0.16% of Flickr visits are people posting photos. Only the social encyclopedia Wikipedia shows a significant amount of participation, with 4.56% of visits to the site resulting in content editing.

• Reparem na página de produto do iPod: possui 16 features baseadas em redes sociais… Chama-se Marketing Social e esta imagem foi retirada de Social marketing 101

Google em 2084

• Através do Planet Geek tenho acesso a informação valiosa! 😉 Obrigado Luis Alves

Thinking blogger award

•Para não quebrar a corrente de nomeações (obrigado Pedro) aqui ficam alguns blogs relevantes para mim: Lost in Wonderland, Ludologia, Bomba Inteligente, Tio Jorge (O Jorge está aqui a provar que da UnI não vêm só más notícias!:) ) e o Blog de laranja.

E ainda o suplementar (como no Totoloto): Lisbon Lab